Desventuras insólitas e sei lá...

sábado, dezembro 27, 2008

Filmes

Tenho assistido muitos filmes, e vou falar sobre eles aqui, vou falar mal deles. São muitos filmes, não sei por onde começar! Falerei de alguns dos últimos que assisti.

Vi Cão Sem Dono, gostei muito, filme brasileiro, sobre a vida errante de um jovem poeta maldito. Porra, odeio concorrência! Tenho visto muito Woody Allen, os antigos são muito bons e os do meio e os novos, indico todos (ou quase todos, Os Vigaristas, Dirigindo no Escuro são mais bestas), indico o Husbands and Wives (Maridos e Esposas). Vi Persepólis, gostei muito também, Les Invasions Barbares, bom também, mas vamos parar de falar só de coisas boas e vamos começar a falar de coisas ruins também. How to Lose Friends and Alienate People (Como Perder Amigos e Alienar Pessoas) é ruim, o personagem principal é bom, mas não há história. O final é totalmente brochante, a aparição do pai filósofo foi um artifício cafajeste para mostrar que o personagem principal era um cara inteligente. Vi Jumper, é bom, é filme de super heroi, filme pipoca, mas é legal. Assisti um tal de Idioterne (Os Idiotas), esse é ótimo, indico mesmo. We Own the Night (Os Donos da Noite) é fraco, é um filme policial, com gângsteres, o mocinho se tornando policial ficou muito esquisito, mas tudo bem. Before the Devil Knows You're Dead (Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto) é bom, mas às vezes eu sinto que americano não sabe fazer drama direito. Tenho visto alguns Bergman, eu não sei falar sobre esses grandes caras, porra, gostei muito dos filmes, mas não conseguiria avaliá-los ainda, ainda... 007 Quantum of Solace não é grande coisa, é bastante pior que o anterior, um filme de muitas locações e pouca história, algo mais no padrão dos 007. O anterior me deixou meio desconsertado com o James Bond apaixonando e abandonando a vida de agente secreto para ficar com a moça, mesmo assim foi talvez o 007 que mais gostei.

Eagle Eye (Controle Absoluto) é aquele negócio, filme pra quem não entende muito das coisas, é um filme bem produzido. Se você não entende muito das coisas, você vai gostar. O Eagle Eye tem seu lado positivo, o filme tem certo brilho, algum charme, som, imagem, consegue criar uma tensão, mas o filme é no básico ridículo, um super computador quer dominar o mundo, a polícia quer pegar os mocinhos, mas tem uns policiais do bem que ficam desconfiados que os mocinhos não são vilões, super produção que rende milhões. Super produções geralmente funcionam assim, eles tem uma idéia exótica e atraente, como robôs que comem cérebros, um cara que sempre que recebe uma ligação a cobrar é teletransportado para o topo da torre Eiffel, pessoas com o poder de ficar sem cheiro ou qualquer maluquice, até aí legal, o filme tem um tema, o negativo é que para fazer isso render um filme eles apelam para um monte de formulas fáceis, investem muita grana e o filme fica um lixo.

Voltando às minhas críticas! Queime Depois de Ler não foi um filme que me agradou muito, parece que agradou muitos críticos. Vi aqueles desenhos do Batman (Gotham Knight), muito bonitos, bem bolados, é como um Animatrix 2. Tem o último filme do Tarantino, é massa, é aquelas doiduras do Tarantino. American Gangster eu gostei, é do Ridley Scott e acho que vou ver hoje o último filme dele (Rede de Mentiras). Vi também Righteous Kill (As Duas Faces da Lei), é fraco, é besta, tem o Al Pacino, tem o De Niro, mas não tem mais nada, final sem vergonha típico. Depois continuo...

Nenhum comentário: