Desventuras insólitas e sei lá...

terça-feira, janeiro 06, 2009

Palestina

Tanto os atuais inimigos dos judeus quanto os anteriores gostam muito de suicídio, a diferença é que o Hitler não era do tipo que se explodia com um ônibus. E essa situação atual tem deixado os judeus muito nervosos. Tudo começou depois da segunda guerra quando, como diria um amigo, a "massônica e hematófoga" ONU resolveu criar um país em um cemitério indígena e deu de presente para os judeus. Então os judeus foram para Israel e mandaram o pé na bunda dos nativos punks da região. Claro que de acordo com os judeus a história é outra. Eles argumentam que moravam lá antes dos árabes e que aquela é a terra deles, o que é mais parece um eufemismo para: Deus Grande disse que somos o povo escolhido e ordenou que matássemos os infiéis. Mais ou menos a mesma coisa que Deus disse para os muçulmanos. Por isso eles trancaram os árabes em um super campo de concentração com a maior densidade demográfica do planeta (lembrei daquela piada que depois que o argentino diz para o gênio da lâmpada fazer um muro em volta da Argentina o brasileiro pede "agora enche d'água").

Engraçado, acho que os melhores judeus são realmente ateus. Temos, por exemplo Freud, Marx e Woody Allen. Einstein não era um ateu assumido, mas sabe-se que ele gostava de trocar cartas com seus amigos dizendo que Deus é coisa de gente burra e que "a religião hebraica é assim como todas as outras uma encarnação das mais infantis superstições".

3 comentários:

leitora disse...

huahuaaa... adorei!! a versão mais punk do conflito, que eu já li até hoje!!!!

Anônimo disse...

Não é algo pessoal, mas vc parece defender visões superficiais sobre muitas coisas, o texto da palestina é um exemplo.. os melhores judeus são ateus.. Mas vc possui uma ironia boa... diga-se de passagem.. de alguem q nao crê em verdades.. só falta realmente mostrar isso no teu texto...

Anônimo disse...

Você se esqueceu de mencionar um fato importante...
Os Judeus fundaram inicialmente um país nas terras que foram compradas dos palestinos, eles só queriam enfincar uma bandeira diferente naquele pedaço de chão