Desventuras insólitas e sei lá...

segunda-feira, março 30, 2009

Manoel de Barros

A Poesia
Manoel de Barros


A poesia, a poesia está guardada nas palavras
É tudo que eu sei
Meu fado é não entender quase tudo
Sobre o nada eu tenho profundidades
Eu não cultivo conexões com o real
Para mim poderoso não é aquele que descobre o ouro
Poderoso pra mim é aquele que descobre as insignificancias do mundo e as nossas
Por essa pequena sentença me elogiaram de imbecil
Fiquei emocionado e chorei
Sou fraco para elogios.

Desespero Pela Manhã

Nada mais gostoso que
aquele desespero pela manhã
Os passarinhos cantando na jabuticabeira
E um tédio que vem me consumindo,
como se começasse na testa,
se espalhasse lentamente,
passando pelas costas e
enchendo o peito!

Então penso nos homens,
no quanto estão abaixo de mim e
no quanto são insuportáveis,
nasce um sorriso bobo,
um sarcasmo bailarino.

Depois
abaixo a cabeça,
meu coração é torcido,
mas não cai uma lágrima.
O tempo me deixou seco.
Talvez seja a brisa matutina...
Oh, vontade de dormir um sono
tranqüilo e eterno...
Como amar é bom!

E foi assim que de repente
me veio aquela
vontadinha de morrer
que quase me faz
chorar!

sábado, março 28, 2009

Louco

Uma frase, uma idéia que surgiu do nada na minha mente. Um impulso estranho me fez pensar: me mata, por favor. Uns dias depois aconteceu de novo. E de novo. Um estranho desejo de sangue. Cada dia mais freqüente. Deixa eu morrer! Deixa eu morrer! A coisa foi se transformando. Deixa eu te matar, pensava! Deixa eu te matar! Por que? Por que? A voz na minha cabeça perguntava se lamentando. Um dia peguei uma bela e grande faca e a levantei teatralmente. Outro dia dei socos no ar, apontei o dedo e encarei um espaço vazio. Eu estou me transformando, estou me perdendo. Tenho andado mancando, urrando como um animal, eu sou louco! Se assustem, Senhoras e Senhores, este sou eu.

O Gráfico Mais Assudador de Todos

quinta-feira, março 26, 2009

Algumas Estrelas

Estou sem ar, os últimos posts me esgotaram, eu estava sem inspiração, mas no final consegui escrever algo interessante. Não conhecia direito essa Amy Winehouse, é bem legal, voz bonita. Assisti o DVD dela.

Ralph Fieenes e Liam Neeson

Vi uns filmes ruins esses dias, Punisher - War Zone é uma besteira, não sei por que insisto em filme de ação, não adianta, não consigo sentir mais aquela empolgação de quando era mais novo assistindo esses filmes. Sete Vidas (Seven Pounds) é aquela besteira que o Will Smith fez agora, um draminha. Busca Implacável (Taken), eu tinha confundido o ator (Liam Neeson) deste filme com Ralph Fiennes. Os dois são muito parecidos. Busca Implacável é um filme de ação onde o herói mata do começo ao fim para salvar sua filha que tem a virgindade ameçada pela máfia na Europa. Estes não são só filmes ruins, são filmes ruins e mal intencionados, é bom deixar claro. Vi um outro filme melhorzinho também: Trovão Tropical, uma comédia com um elenco de estrelas, como dizem. Não achei muito engraçado, talvez eu esteja de mal humor. É bom, eu esperava mais, foi um grande sucesso.

terça-feira, março 24, 2009

Lagarta

Blablablabla, blabla blablabla - estou tentando pegar um embalo para ver se sai alguma coisa hoje neste blog. Blablabla blablablabla. Sobre o que falar? Vou procurar algo no google para eu dar a minha visão sobre as coisas... Vou procurar uma imagem e vou me inspirar na imagem. Porra, não, não existem imagens interessantes!

Pessimismo é algo que pode render algum texto. Bem! As coisas não dão em nada, gente! Que bobagem! Claro que dá! É que algumas pessoas são tristes, tem muita gente rindo à toa também! Faculdade! Estou no segundo ano com 24 anos, eu não acredito nisso!

Estou puto, griladíssimo, tinha inclusive escrito um post muito raivoso ontem, mas apaguei e ninguém viu. Na verdade eu tenho o rascunho salvo aqui. Tenho três rascunhos não publicados porque no final não gostei do resultado. Olha essa droga de lagarta!

imagem por markop

Exatamente, é só uma merda duma lagarta esquisita. Mundo esquisito esse... Ahhhhh!!!!!!!!! Boa noite a todos vocês! Eu tentei!

É necessário escrever. Mesmo que esteja sem palavras, pasmo, broxa, sem vontade, sem braço. Dizer que se está pasmo de indignação, desanimado por excesso de sabedoria, falar da depressão de todo guerreiro. É necessário ser mais do que se pode ser, ser tudo que se pode ser. É necessário se dar completamente para se fazer arte. É inadiável ultrapassar as barreiras. É necessário escrever, é necessário se matar por uma grande piada, é necessário ser a grande piada, a grande antítese. É necessário dizer o que precisa ser dito. É preciso que seja exato, que seja preciso, super preciso. É necessário, e nada mais é necessário. A única verdade, incontestável verdade. Deve se escrever, escrever a si, e deve se dizer tudo, é urgente reforçar, ser exato, não esquecer os detalhes, não deixar que te esqueçam. E é necessário dizer tudo aquilo que ninguém quer ouvir. Tudo aquilo que todos sabem e tudo aquilo que ninguém nunca imaginou. É um dever falar dos alienígenas escondidos, denunciar os becos onde eles moram, os óculos que eles usam, as suas barbas mal feitas, os seus vícios, seus lábios macios, suas pernas salientes, seus dedos viscosos, seus olhos rápidos, seus dentes quentes, e não esquecer se do desejo alienígena por sangue. É obrigatório mostrar o fedor da plebe, a ganância dos belos. É preciso ser sério e honesto. Falar de Deus, de sua falta, de sua completa e total falta no mundo, de sua exuberante, gigantesca e absurda não-presença. É essencial escrever, é indispensável dizer algo, indispensável ser torcido em palavras, chorar letras e suar poesia.

sexta-feira, março 20, 2009

Porra!

Aposto que vocês estão morrendo de saudades de mim! Sim, sim, sim, sim sim a vida é assim. Eu deveria beber mais ou talvez beber menos. Que grande dúvida essa vida. Estou estudando Java. Porra! Não sei do que falar. Eu sei, eu sei, egocentrismo, egocentrismo, meu egocentrismo é egocêntrico. Blablablablablablabla... A vida é assim... Fodam-se! Vão tomar nos seus cus.

Um dia um homem estava andando pela cozinha, quando de repente deu um peido fedorento que matou um alienígena escondido debaixo da pia. O alienígena era baixinho, um metro e meio, cabeçudo e olhudo, o típico alienígena. Mais tarde, os cachorros estavam latindo para a pia, o cara foi ver o que tinha lá e encontrou o alienígena morto. Ele gritou. Porra! Mulher, tem um bicho estranho aqui! Acho que é um ET! A mulher estava assistindo TV e fingiu que não ouviu. O cara tirou o alien de lá com um jornal e o colocou deitado no chão para ver melhor. Quando a mulher olhou para aquilo falou indignada: O que que é isso? Como é que você arrumou esse bicho? O cara respondeu: Uai, tava debaixo da pia morto! Você acredita? Eu acho que é um ET. A mulher diz: É claro que é um ET, seu idiota! Não tá vendo que é um ET, ou cê tá achando que é um rato de esgoto gigante? O marido: Acho que vou jogar isso fora, os meninos estão chegando e eu não quero ver eles mexendo com isso! A mulher: É, pode jogar esse negócio fora, que eu quero fazer o almoço. Então o cara colocou o alienígena em um saco de lixo e pôs na porta pro lixeiro levar.

terça-feira, março 17, 2009

Novos Tempos

Estão querendo liberar a maconha, daqui um tempo será comum a sua mãe fumando unzinho no quintal. Nossos filhos serão gay, isso é fato! Cada dia há mais comum gays jovens assumidos. Tenho a impressão que cada dia há mais gays. São os novos tempos!

segunda-feira, março 16, 2009

Olhando o Espelho

O homem é narcisista, e seu prazer em raciocinar é exagerado. Ele gosta de habitar a si e de dentro de si olhar para si. Essas são talvez as principais fraquezas do ser humano, suas principais tolices. E na perdição da razão muitos, carentes de pensamento, preferem negar com todas as forças o mais evidente e acreditar com toda paixão no mais absurdo. Acreditar no absurdo não é só mais atraente que acreditar no nítido e incontestável, ele é muito mais atraente que acreditar no apenas provável, o homem prefere errar grande a errar pequeno. O homem ama imagens invertidas. Isso porque ele sente carência, carência de pensamento, de liberdade no processamento intelectual, falta desejo natural na sua cabeça primata. E negar o mais evidente é como eu chamo a fé em Deus. Nada deveria ser mais certo à razão que a morte ser o fim do ciclo que começa no nascimento e que o homem faz parte de algo maior, mas indiferente a ele, um ecossistema e um universo que o cria e interage com ele não por afeto, carinho ou raiva, mas por uma lógica própria e motivos impessoais. Nisso deveria basear a lógica, mas o homem não é espírito puro, ele é o ser fraco pela razão. O homem é o ser do julgamento, da comunicação e isso somado ao seu lado animalesco o torna o ser do narcisismo e do absurdo. E por isso é preciso ser louco para ser sábio e só um corpo doente conseguiria ser honesto me diz o espelho.

quinta-feira, março 12, 2009

Notícias de Última Hora

imagem por jdmrhd
A vida é dura, eu sou mesmo o máximo. Um grande sujeito! Mas preciso falar sobre assuntos mais específicos. Vamos ver as notícias. "Jornalista que atirou sapatos em Bush pega 3 anos de prisão", bem, isso parece mais fofoca que política. "Vídeo de ex-BBB vira sensação na internet" e eu sei lá quem é essa! Não gosto de jornalismo, é chato demais! Posso ficar velho o tanto que for, pouca coisa do jornalismo salva, tem procurar, é foda! Muito melhor ler livros! Não precisamos saber o que realmente mudou neste ano! As coisas não mudam rapidamente como querem que acreditemos. Precisamos de uma visão mais global, visão dos séculos, dos tamanhos, das diferenças. Tragédias domésticas, fofoca sobre presidentes, pequenas mudanças políticas (aumentou uma taxa ali, fizeram um acordo ali), isso não vale muita coisa. Manchete principal no site do O Globo: "Mais uma casa é assaltada em Santa Teresa. Um dos ladrões tinha 10 anos". Estadão realmente parece ser um pouco mais sério que os outros, mas ainda é muito chato. É importante assistir jornal, o caralho! Tem que por vírgula antes de "o caralho" mesmo?

terça-feira, março 10, 2009

www.leonardopriori.com

Sempre quis fazer um site sobre desenvolvimento web e informática em geral. Vou tentar fazer isso. Comecei criando uma página, mas pretendo que ela se torne um site maior. O endereço é o endereço do meu antigo blog, www.leonardopriori.com.

sexta-feira, março 06, 2009

Preciso Escrever

Preciso escrever, preciso escrever, preciso escrever, preciso escrever, preciso escrever... Este será mais um daqueles posts, um daqueles que eu faço o maior drama sobre o quanto eu sou pequeno e meu texto é inútil e no final, por ironia de Deus, o texto fica divertido e interessante. Que droga! O que? Nada, eu não disse nada! O que é uma droga? Sei lá, cara! Foi um tique nervoso! Agüei as plantas hoje, talvez eu possa fazer isso sempre. Como o mundo seria bom se cada um fizesse sua parte... As coisas não estão melhorando, apesar do evidente otimismo que tenho passado através deste blog.

Gostei da idéia que desenvolvi contra o pessimismo e contra o otimismo. O mundo vai morrer, assim como as pessoas vão morrer, devemos aprender a lidar com isso porque senão estamos perdidos. Deve ser muito estranho acreditar de fato que existem céu e inferno, que Deus de alguma forma iria separar as pessoas em dois grupos e um desses grupos, de alguma forma, passaria por uma danação eterna. É verdade que a maioria das pessoas não acredita nisso, eu ia dizer, mas seria uma grande mentira. Os cristãos, por mais que envergonhem do próprio intelecto inventando desculpas esfarrapadas, temem o inferno. Deve ser horrível pensar assim, além de ser péssimo para a sanidade mental, acreditar em inferno é como ter uma pedra gigante no meio do caminho por onde deveria caminhar a lógica e o bom senso. Todos nós às vezes passamos por sustos e acabamos desconfiando das coisas que no final das contas são as mais certas. A física pode estar bastante errada e tem muito que evoluir ainda, mas isso nunca poderia justificar a existência de reptilianos, a vida após a morte e muito menos o inferno ou a vinda de um messias no século I.

Claro que apesar disso tudo eu sou louco. Espasmos nervosos, pensamentos suicidas, remédios tarja preta, etc. Mas sou um louco guerreiro, não desisto, não vendo a minha alma ao diabo, o que na boca de um ateu significa: eu não desisto de minha integridade. Não, não desconfio que meus tiques nervosos seja Jeová me castigando, como os cristãos fofocariam se conhecessem meu caso, e nem espíritos ruins a minha volta, como os espíritas desconfiam. A não ser no sentido metafórico dos bons cientistas, onde sim, fui preguiçoso e desrespeitei as adversidades, por isso Mãe Natureza me castiga, e o espírito do meu falecido pai ainda me assombra.

quinta-feira, março 05, 2009

quarta-feira, março 04, 2009

segunda-feira, março 02, 2009

Oscar

Oscar! Slumdog Millionaire (Quem Quer Ser Milionário) é uma das maiores porcarias que já vi, e até onde conheço é o pior filme que já ganhou o Oscar. Desanimei muito quando Uma Mente Brilhante ganhou, mas Slumdog Millionaire consegue ser pior que pior dos otimismos idiotas e sem conteúdo, ou seja, ele consegue ser pior que o vomitador de mariposas, À Espera de Um Milagre. É difícil de acreditar que À Espera de Um Milagre consegue enganar tantas pessoas. No filme um homem negro gigante e corpulento vai injustamente para o corredor da morte (ele tinha sido encontrado abraçado com criancinhas brancas mortas que ele anteriormente tentara salvar de animais ferozes) e no corredor da morte ele faz vários milagres, ressuscitado ratinhos e tirando as enfermidades dos "pecadores". Se este filme não é um melodrama, não existe melodrama. É muito claro para mim que aquilo é um drama apelativo e raso. Contudo assustadoramente o filme engana muitas pessoas, concorreu a Oscar de melhor filme e tem bastante admiradores. Dizer que Slumdog é pior foi um baita exagero meu!
Em Slumdog um favelado indiano vai para um programa de perguntas e respostas e acerta todas as perguntas mesmo sendo analfabeto. Sorte e os aprendizados da vida dura na pobreza fazem do romântico herói um milionário. É simplesmente ridículo, mas engana e ganhou tanto o globo de ouro quanto o Oscar. Frost/Nixon e Milk são para mim dois filmes fraquinhos. Benjamin Button como eu disse anteriormente, não foi muito do meu agrado, mas é um filme bom. O Leitor (The Reader), que deu para Kate Winslet o Oscar de melhor atriz, é dos que foram concorrentes ao prêmio de melhor filme certamente o meu preferido. É engraçado imaginar uma história que se passa na Alemanha, com personagens alemães ser uma produção americana, com atores falando inglês. Mas é justamente o caso do filme e um ótimo filme aliás. No post Annie Leibovitz a foto do Clint Eastwood é referente ao filme Gran Torino, apesar de ter alguns clichês ainda é claramente mais interessante que Milk ou Frost/Nixon e deveria ter concorrido também. E por hoje é só!