Desventuras insólitas e sei lá...

sábado, abril 18, 2009

Parto

Perguntaram-me hoje porque me faço de louco. Ora, esta é minha vocação e minha missão. Sou um artista e sou minha invenção, parte sou o meu sofrimento, parte sou obra-de-arte. Eu sou o meu parto. Mas mudando de assunto, gostaria de falar, levantar a questão, indagar, dizer algo mais sobre mim, algo divertido, intrigante e profundamente belo. A vida não é boa, nunca foi e nem era de se esperar que ela fosse. Isso é básico, exato, inevitável. E certo é que ela é boa, justamente por isso bebo.

4 comentários:

Daniel disse...

Então proponho um brinde.. A inevitabilidade da vida!

leitora disse...

então não dirija, por favor!

Thais Correia disse...

só sei a vida fica melhor quando a gente não esquece de gravar filmes para pessoas chatas.

Luiz Felipe Leal disse...

tenho facilidade em ver seu fingimento divino.