Desventuras insólitas e sei lá...

terça-feira, maio 19, 2009

Caros Leitores

imagem por marcelgermain

Ora, ora, é preciso que eu deixe de frescura e não espere mais de braços cruzados a inspiração chegar. Vamos deixar de preguiça e trabalhar. Há muita coisa que eu ainda não disse. Ah! Ah! Quantas aventuras já vivi neste blog tão jovem! Escrevi com tucanos, matei alienígenas com peidos, sofri a depressão de ter duzentos anos e fui esmagado pelo peso da cerveja diária. Tudo verdade, mas sobre a ótica da mentira, meus maiores sofrimentos. Agora sim, cheguei, agora sou, estou, escrevo, sem medo, digo, aqui sou, eu escrevo, e isso é uma grande felicidade! Penso em todos aqueles que não escrevem, não pintam, não brincam com massinha, não criam piadas, não sofrem agonia, não pensam em suicídio, não fumam crack, não moram em um quarto mofado, não vomitam palavras, não conhecem a internet, nunca foram a escola, nunca olharam para o céu, nunca tropeçaram, nunca estupraram crianças pobres em noites sem lua, nunca chegaram tarde em casa, nunca xingaram Deus em público, nunca escalaram o Everest, nunca viram um pneu, nunca pularam do edifício... Essas pessoas, que não fizeram as coisas, e nada foram senão coadjuvantes no filme da vida, estas sim são as verdadeiras pessoas, as pessoas de fato, as pessoas que quando digo pessoas estou dizendo, as pessoas que Deus escolheu como suas. Ahh!!! Caros leitores, será que vocês ainda acham isso, que é fácil fazer o que faço e que vocês entendem minha intenção? Por que pensam isso logo de mim? Será que não é óbvio que eu não sou tão simples quanto os outros escritores?

3 comentários:

Felipe M. Couto disse...

Escreva...

leitora disse...

ah... estas entrelinhas!!!

Luiz Felipe Leal disse...

tava tudo muito bem até ", nunca estupraram crianças pobres em noites sem lua,", hahaha, nesse estágio já não entendo a metáfora, nem leio entrelinha.

mas você não é como os outros mesmo não,

preciso escrever, depois disso.

(e você só fala de Deus! isso prova que ainda é um tabu.)