Desventuras insólitas e sei lá...

quarta-feira, maio 06, 2009

Navegar é Preciso

Navegar é preciso, viver não é preciso! Hoje é dia de morrer, de se jogar nos vícios e mentiras. Fumar um cigarro e dizer tudo que precisa ser dito a todo momento para sempre até o início sem medo de arriscar e enlouquecer. É preciso reforçar. Hoje é e sempre será passado, mas sempre será eterno, custe o que custar. Não sejamos inocentes, o inimigo caminha por aí, passos silenciosos e fedendo enxofre. Tudo, absolutamente tudo que é necessário é preciso. Mesmo porque ninguém quer saber o que você pensa sobre a vida e sobre a morte. Respeitem meus cabelos brancos, isto não é o que você está pensando. Navegar é preciso, viver não. Espere.

Um novo parágrafo. E não me analise, não agora, espere um momento, agora sim, estou pronto, saia daqui, quero te ver mudo, fale o que quiser! Se sim então por que não dizer logo? Vamos aos pontos, do começo, até o fim, sejamos diretos, concisos e belos. Altamente poéticos... Com uma arma na mão e óculos Ray-Ban! Mais uma dose, mais um sonho louco, por favor, humanos no espeto, me mostre um pouco de violência, me tragam um microscópio! Não, não vou tomar banho, hoje é dia de dormir, estou cansado, preciso morrer, hoje em dia as coisas andam estranhas, pateticamente chorosas. Vamos continuar, não paremos por aqui, vamos um pouco mais adiante, existem coisas que ainda não ficaram claras e belas.

Um comentário:

Polly disse...

odeio gente!