Desventuras insólitas e sei lá...

sexta-feira, maio 15, 2009

Rotina Noturna

Letras, vírgula, letras, pronto, comecei de novo! Que situação insuportável! Bem que de certa forma...

São onze horas. Estou ouvindo Nélson Cavaquinho. Que cara maluco! No passado todo mundo era maluco! Hoje também! Porra! Vamos tentar mais uma vez.

Sabe quando ficamos sem inspiração? Então! Que saudade de defender o ateísmo, ser pessimista, odiar a todos! É fácil ser considerado inteligente, é só ser pessimista. Hoje sonhei que tinha um monte de dinheiro na minha carteira.

Ontem saímos e eu falei pro Edinho que não ia ajudar na conta. Que cara folgado! Eu estou morrendo, fraco, minha visão está embaçada, costas ruim, acho que estou nos meus últimos dias. E isso por causa do tanto que tenho bebido, é todo dia, toda hora, todo dinheiro que chega no meu bolso vai embora pro bar. Mais cedo ontem eu tentei fazer umas abdominais e quando levantei deu um negócio estranho na barriga. Na hora pensei, é o infarto, eu vou morrer! Não agüento mais, fisiologicamente dizendo. E o Edinho, que é um velho guerreiro da boemia, não me deixa desistir. Cretino, maldito, eu estou morrendo, porra! Então ontem não ajudei na conta, depois dormi e sonhei com uma carteira recheada. Era assustador, tão esquisito, mas era bom também, dinheiro pode comprar muitas coisas hoje em dia! Antes eu pensava que tinha uns cinqüenta conto, fui olhar direito a carteira e tinha várias de cinqüenta, tinha até uma de cem.

Um comentário:

leitora disse...

esse Edinho é o cara, ein?
e fisiologicamente falando, esse troço ai, que vc sentiu na barriga, são gases meu amiguinho, são gases...hehehe