Desventuras insólitas e sei lá...

sábado, junho 13, 2009

Roma

imagem por gogohans

Perdoe o texto anterior, eu estava um pouco empolgado com o fato de existir. Ah! Existir! Quisera todos pudessem existir! Só quem nasce existe, os outros continuam anônimos fora do tempo e do espaço. Existir é triste, ruim, uma merda, mas às vezes empolga, sei muito bem. Então empolgamos e não nos importamos com o que pode acontecer com a nossa reputação e dizemos e somos tudo aquilo que no momento parece ser legal. É como viajar para a praia e entrar de roupa no mar, é como falar eu te amo, é como fumar crack e dançar tango com a sogra. Risos! Eu não resisto, preciso dizer algo assim. Tudo bem, este texto não será tão maluco quanto o anterior. Não que eu esteja prometendo, eu não sou de promessas. Estou só dizendo, e é verdade, eu nunca minto, pode confiar. A não ser quando estou escrevendo. Pode confiar na vida real, na literatura não, não sou confiável. Essas letras de computador podem saltar e cortar a sua jugular a qualquer momento. Não, eu estou brincando, elas não farão isso com você, eu sou bonzinho! Hahahaha! Maldição!

E Roma? E Roma... Ah, lembro me de Roma nesse momento...
Roma
Mozart foi italiano,
Beethoven era italiano
Foram todos italianos
Mas não da Itália
Foram todos romanos
Tudo de Roma
Monty Python é romano
Gmail é romano
Apesar de nem serem
Nada são
Pessoas são estrangeiros
Como Mozard e Beethoven
Mas são propriedade de Roma
Beatles são romanos
Filhos bastardos de Roma
Desconhecidos, póstumos
Romanos
Moeda, Roma
Tudo romano
Roma

Um comentário:

Rainer disse...

Muito legal os textos!