Desventuras insólitas e sei lá...

domingo, julho 18, 2010

Twitter Nervoso

As vezes algumas frases loucas surgem na minha cabeça maluca em impulsos nervosos repentinos. Agora decidi que vou a escreve-las no twitter. Já coloquei três lá. A primeira foi: “Deixa eu te falar o que acontece quando acontece algo: nada acontece.”. Mas tenho uma grande desconfiança que a frase na sua origem era levemente diferente. Não era “o que acontece quando acontece algo”, mas “o que acontece quando algo acontece”. Que de fato é uma versão bem melhor da publicada. A segunda frase foi a super desconcertante: “Eu tô fazendo uma pirraça, uma brincadeira que eu não gosto de fazer.”. E a última que postei logo agora foi talvez minha preferida: “Eu não pergunto mais de nada na cidade do amor.”. E tenho mais uma anotada para eu postar daqui um tempo: “Deixa eu te contar uma coisa que eu nunca pensei que...”. Vou começar a andar com papel e caneta pra sempre que surgir uma frase louca sem sentido eu poder anotar e mais tarde twittar (que palavra horrível). Muitas pessoas deviam achar que eu estava louco postando frases idiotas como estas, espero que esta explicação justifique meus atos e deixe mais claro meus motivos. Mesmo porque eu ainda sou criativo e estas loucuras impulsivas não se comparam com a minha criatividade sã. Como vocês podem ver nesta frase que twittarei daqui uns dias: "Alguém já ouviu falar no mistério do jabuti paranóia? Não adianta procurar no google, você não encontrará nada."

Nenhum comentário: