Desventuras insólitas e sei lá...

domingo, setembro 12, 2010

Falei Talvez

Falei
E talvez tenha falhado
Mesmo porque preciso
E não sei o que
E se devo
E viajando
Moldando edifícios inusitados
Palavras, receitas e ingredientes
Mas passado o tempo
O futuro fará
Algo de nós
Quando cansados nos libertarmos
Como uma coisa que se liberta
E alcança, assimila e expande
Não sei se faço bem
Em caminhar assim
Me abrir para estranhos
E dizer como me sinto
É como se faltasse
Um pouco de tudo
Se fosse para dizer
Eu bem que gostaria
Se fosse pra lembrar
Eu me esvaeceria
Que por mais que desejasse
Nunca fostes minha
Se pudesse esquecer
Eu me despediria
Mas do coração
Não há saída

Nenhum comentário: