Desventuras insólitas e sei lá...

quarta-feira, setembro 15, 2010

Sendo Deus

É estranho ser Deus e não se reconhecer no espelho. Eu sou deus, não que eu seja perfeito, mas sou consciência. E reconheço meus semelhantes. Não só as pessoas. As arvores, os animais, o chão e o céu também. Todas as coisas são meu reflexo, minha amada criação. E toda a aparência é parte de mim. Não que eu seja uma linha reta, pois sou um nó. E tudo que é visível é outro nó, um nó de mim. Só a luz é reta. E por mais que ilumine sempre será invisível. E como sou a verdade primeira, toda a ciência é apenas reflexo de mim e nunca o contrário. Amo eternamente! Obrigado por tudo!

2 comentários:

Petrus disse...

"eu sou o sol da sua noite em claro".

Bom te ler, Priori.

Thais Correia disse...

um deus ateu, é isso?!